Menu Fechar

Becky Lynch revela seus oponentes favoritos da WWE

Becky Lynch Names Her Favorite Rivals, Talks Women's Matches At WrestleMania 40

Antevisão da entrevista exclusiva de Becky Lynch antes da WrestleMania 40

Becky Lynch enfrenta Rhea Ripley na WrestleMania 40

Becky Lynch desafiará Rhea Ripley pelo WWE Women's World Championship na WrestleMania 40 no próximo fim de semana.

Em uma entrevista recente ao “Live Signing”, Lynch revelou seus oponentes favoritos na WWE.

Você pode conferir alguns destaques do podcast abaixo:

Os oponentes favoritos de Becky Lynch

Sobre seus oponentes favoritos: “Meu Deus, sabe, o mais legal disso é que acho que existem vários. Acho que Charlotte e eu, obviamente, temos uma química inegável e uma história inegável, e acho que não importa quantas vezes Charlotte e eu lutamos, as pessoas sempre vão querer ver mais. Outra é Bianca Belair. Ela é fabulosa. Eu adoro entrar no ringue com ela. Cada vez que fazemos isso, sinto um pouco de mágica acontecendo.”

Sobre Nia Jax: “Eu também adorei dar uma surra em Nia Jax. Direi que adorei, adorei fazer um leg drop nele através de uma mesa de anúncios no ‘Monday Night Raw’, foi divertido.”

A opinião de Becky Lynch sobre lutas femininas sem título na WrestleMania 40

Becky Lynch também apareceu no podcast “The Ten Count” para afirmar que as lutas femininas sem título na WrestleMania 40 são um sinal de progresso para o wrestling feminino. Ela disse:

“Não, não, absolutamente não. A questão é que é aí que você se torna uma estrela por direito próprio. Que você não precisa necessariamente estar em uma disputa pelo título para que isso tenha importância. Você está em uma partida de destaque, seja ela qual for. Então, você sabe, você olha para pessoas como Seth Rollins ou Randy Orton, você sabe, às vezes eles terão uma disputa pelo título. Às vezes eles não têm uma, mas ainda são peças fortes e isso às vezes é tão importante quanto uma disputa pelo título, especialmente quando você está falando sobre mulheres e representação e sendo vistas como estrelas separadas. Acho que muitas vezes, muitas vezes, tudo se resume a quais são as disputas pelo título feminino e não há nenhuma disputa baseada na história, o que é a exceção. Quando pensamos sobre o quão longe chegamos, muitas vezes não confiamos tanto em nossas estrelas femininas quanto em nossas estrelas masculinas em termos de histórias. São as disputas pelo título, mas não necessariamente as coisas pessoais e as queixas pessoais. Então poder estar em uma partida que não é pelo título, acho que é um progresso. Acho que é uma coisa boa.”

Fonte: www.ewrestlingnews.com